28/09/2016 17:57

O sacrifício de acordar cedo

Cumprindo suas promessas de Ano-Novo: como conseguir acordar mais cedo sem sofrer (tanto)



O hipotálamo fica localizado na parte central do crânio e age sobre a regulação do nosso metabolismo em geral, assim, influencia no sono, fome, sede, dentre outros. Logo, encontramos o conhecido relógio biológico, isto é, termo utilizado para denominar a capacidade de regular os horários dos acontecimentos corpóreos. Dois grandes exemplos são o acordar e o dormir.  

 Observa-se neste contexto que, atualmente, segundo pesquisadores, as programações da TV, as redes sociais e os videogames são as principais causas da população brasileira, principalmente os jovens, terem seus relógios biológicos desregulados. O acordar cedo tem se tornado cada vez mais uma tortura e muito se tem falado sobre a necessidade do corpo físico e psíquico descansar. Diversas dicas são apresentadas para acordar bem disposto, entre elas são: tomar café, pois a cafeína ajuda a espantar o sono e praticar esporte, porém, a mais importante é a de dormir cedo.

Quero destacar que um adulto precisa de 7 a 9 horas de sono, pois o número adequado de horas é determinante na saúde individual, como também no humor e no relacionamento de uns com os outros. No entanto, vale ressaltar que a necessidade fisiológica do sono está diretamente relacionada com a idade. À medida que se envelhece, segundo estudos, diminui as horas de sono, mas nunca menos de sete. Entretanto, pessoas que têm falta de sono estão na faixa de risco de doenças cardíacas, diabetes, obesidade, ansiedade, astenia e depressão, diminuindo assim, a expectativa de vida.

Existem certos hormônios liberados na hora de dormir e acordar, são eles: a serotonina, um neurotransmissor associado à sensação de bem-estar e relaxamento, que é liberada no organismo no início do sono e a adrenalina, que dá sinal para o corpo despertar e é responsável pela diminuição dos níveis de melatonina (hormônio do sono). Alguns estudiosos relatam que o sono da noite é diferente do dia. No período da noite o organismo encontra a luminosidade, temperatura e silêncio ideais para dormir, além do escuro fazer o indivíduo liberar o hormônio do sono. Já o sono durante o dia não possui esta eficácia mesmo com as cortinas fechadas. Será que isso também é um motivo que os profissionais que trabalham a noite ganham mais que os diurnos? Fica aí uma proposta de estudo.

#SonoAcumulado #ReajusteOSeuRelógioBiológico