01/09/2017 08:51

Síndrome de Patau

Essa doença foi diagnosticada pela primeira vez em 1960



    Todos nós sabemos que as doenças genéticas acometem de maneira significativa uma parcela da população e uma delas é a Síndrome de Patau. Essa enfermidade não é passada de pai para filho, ou seja, não é hereditária, mas consiste num acidente na formação dos genes, em que é formada uma trissomia do cromossomo 13. Um dos fatores de risco para tal doença é a idade da mãe, a qual quanto mais velha, maior a probabilidade de ocorrer problemas genéticos.

    Nota-se que esse acometimento faz com que se manifestem diversos sintomas físicos e psicológicos, incluindo más formações do sistema nervoso central (SNC), cardíacos e também no trato urogenital. Seus principais sintomas se resumem em praticamente em atraso psicológico, surdez, plantas dos pés arqueadas, polidactilia, olhos afastados, fenda labial, malformação dos ouvidos, dentre outros. Vale destacar que a expectativa de vida para essas pessoas são de 10 anos, indo a óbito devido às complicações do caso.

    Infelizmente, esses quadros não têm tratamento, contudo a prevenção é super importante, ela é realizada em um pré-natal acompanhado por bons profissionais da saúde e os testes genéticos estão cada vez mais populares no Brasil, sendo mais uma alternativa para o casal. Portanto, podemos perceber que as doenças genéticas estão muito próximas de nós, sendo o mais importante saber respeitar e entender um pouco o que a pessoa passa diariamente.

#Genética #SeLiga #SindromedePatau